Instituto de Oftalmologia Castilho
Instituto de Oftalmologia Castilho

Agendamentos: Segunda à sexta: das 8h às 18h30 Sábados: das 8h às 12h

O que é catarata

Conheça os sintomas, causas, formas de prevenção, diagnóstico e tratamento da catarata.

 

Cuidar da saúde dos olhos é algo muito importante. Assim como vamos ao médico anualmente para conferir como está a nossa saúde, também devemos consultar um oftalmologista, pois muitas doenças podem afetar a nossa visão, entre elas, a catarata.

Você já ouviu falar ou conhece alguém que sofre com a catarata? Embora ela apareça, geralmente, em pessoas acima dos 50 anos, é bom estar atento aos sintomas, causas, formas de prevenção, diagnóstico e tratamento.

 

Como funciona a nossa visão?

 

Muitas pessoas têm a curiosidade de saber como funciona a nossa visão. Pode parecer um processo simples, mas não é. Quando você olha para algum objeto, a imagem atravessa a córnea chegando até à íris (parte mais visível e colorida do olho). É a íris que vai regular a quantidade de luz que vai entrar pela pupila (parte preta na íris). Por isso, quanto maior for a pupila, maior será a passagem de luz.

Depois que passa pela pupila, a imagem chega ao cristalino e é focada sobre a retina. A imagem do objeto que você está observando é captada de forma invertida. O cérebro, então, faz a conversão para conseguirmos ver as coisas exatamente como são.

Para ficar mais fácil de entender, imagine o olho como uma máquina fotográfica: a córnea é a lente da câmera (é ela que vai permitir a entrada de luz no olho), dentro do olho temos a retina que reproduz a imagem, ou seja, o filme fotográfico, e a pupila é como o diafragma, pois é ela que controla a entrada de luz.

 

O que é a catarata?

 

Quando uma pessoa sofre com a catarata, ela tem um determinado grau de perda de transparência do cristalino que é a lente que fica atrás da íris. A catarata é dividida em três formas: congênita, senil e secundária. Na Catarata congênita, a criança nasce ou desenvolve a opacificação nos primeiros meses de vidas. A Catarata senil é a mais frequente e geralmente aparece acima dos 50 anos, como parte do processo de envelhecimento natural do corpo. As secundárias ocorrem por alterações metabólicas do cristalino, opacificando-o.

A catarata pode ou não causar problemas de visão, sendo mais comum o dano ao cristalino, necessitando de reparo cirúrgico. Conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), 47,8% dos casos de cegueira no mundo são decorrentes da catarata, principalmente em pessoas idosas. O número, como podemos perceber, é bastante alto, correspondendo a quase metade dos casos de cegueira no mundo todo.

A evolução da catarata não ocorre de uma hora para outra. Muito pelo contrário: é uma doença de evolução lenta que, geralmente, acomete um dos olhos e depois o outro.

 

A catarata ocorre sempre nos dois olhos?

 

Dependendo da causa, a catarata pode acometer apenas um ou os dois olhos. Quando ela é relacionada a idade, a alguma doença ou ao uso excessivo de alguns tipos de medicamentos (principalmente os corticoides), ela é bilateral e assimétrica, ou seja, ela acomete os dois olhos, mas de maneiras diferentes, podendo estar mais avançada em um do que em outro. A catarata geralmente é unilateral quando é resultado de um trauma.

 

Sintomas da catarata

É muito difícil o oftalmologista conseguir detectar a catarata a olho nu. Inclusive, os próprios portadores da doença têm dificuldade em percebê-la no início. Os principais sintomas da catarata são:

 

  • alteração contínua do grau dos óculos;
  • maior sensibilidade à luz;
  • visão dupla;
  • percepção de imagens distorcidas;
  • visão embaçada, como se houvesse uma névoa constante na frente dos olhos;
  • percepção das cores desbotadas;
  • dificuldade para ler, andar ou dirigir;
  • quedas frequentes;
  • perder o interesse por ler e costurar;
  • cansaço visual;
  • piora da miopia (visão para longe).

 

Uma pessoa com catarata pode apresentar alguns dos sintomas listados acima. Na grande maioria dos casos, a visão embaçada, o aumento da sensibilidade a luz e a percepção de cores desbotadas e imagens distorcidas são os principais sintomas.

 

Causas

 

A principal causa da catarata senil é o envelhecimento. Geralmente, a doença aparece após os 50 anos. Já na catarata congênita, as crianças nascem com a doença por problemas genéticos ou pela mãe ter passado por toxoplasmose, rubéola ou sífilis no primeiro trimestre de gravidez. Os casos de catarata congênita são raros.

 

Outras causas possíveis de catarata são:

 

  • diabetes (altos níveis de açúcar no sangue);
  • tabagismo e alcoolismo;
  • uso de colírios sem indicação médica (especialmente aqueles que contêm corticoide);
  • inflamações intraoculares;
  • socos ou batidas fortes na região dos olhos;
  • excesso de radiação.

 

Prevenção

 

Não há como evitar se uma pessoa está predisposta geneticamente a ter catarata e também não há maneiras de interromper o envelhecimento do cristalino. Uma vida mais saudável, contudo, é a chave da prevenção: evite o cigarro e as bebidas alcoólicas em demasia, proteja-se contra a radiação ultravioleta, proteja-se de traumas nos olhos, controle a diabetes realizando exames anualmente e ingerindo menos açúcares e evite o uso de colírios e outros medicamentos sem prescrição médica.

 

Como é feito o diagnóstico?

 

O diagnóstico da catarata pode ser feito apenas por um médico oftalmologista. O especialista utiliza aparelhos sofisticados para examinar a estrutura interna dos olhos. Através destes exames, ele conseguirá perceber se o cristalino tem alguma alteração. Em casos de catarata mais evidente, a pupila fica branca.

 

Tratamento

 

A única forma de tratamento da catarata é a cirurgia. É um procedimento rápido e feito com anestesia local que tem como principal objetivo trocar o cristalino danificado por uma lente artificial. Essa nova lente irá recuperar a função do cristalino.

O pós-operatório exige cuidados simples (repouso e sem esforço físico) como qualquer outro procedimento minimamente invasivo.

 

Instituto de Oftalmologia Castilho: referência no tratamento da catarata

O Instituto Castilho tem toda a estrutura e experiência necessária para cuidar da sua visão. Agende agora mesmo a sua consulta e tire todas as suas dúvidas com os nossos especialistas. Estamos te esperando!