Instituto de Oftalmologia Castilho
Instituto de Oftalmologia Castilho

Agendamentos: Segunda à sexta: das 8h às 18h30 Sábados: das 8h às 12h

O que é descolamento de retina

Saiba o que é o descolamento de retina, as principais causas, sintomas, diagnóstico e tratamento.

 

A sua saúde merece sempre os melhores cuidados. E quando falamos em saúde ocular, essa atenção precisa ser redobrada. Uma doença bastante comum, principalmente após os 40 anos, é o descolamento de retina. Essa alteração é grave e precisa de tratamento específico, como veremos neste artigo que o Instituto de Oftalmologia Castilho preparou para você!

 

Descolamento de retina: o que é?

 

A retina tem uma função muito importante na visão: ela é a responsável por captar as imagens luminosas e enviá-las, por meio do nervo óptico, ao cérebro onde são processadas. É uma película bem fina que reveste o globo ocular, apesar de não estar presa ou colada nele.

 

Quando ocorre o descolamento, a retina se solta do globo ocular e não recebe mais os nutrientes necessários para se manter saudável. Em alguns casos, além de se soltar, ela também pode romper e começar a se degenerar. Por isso, o descolamento de retina é uma alteração grave e deve ser tratada como uma urgência médica.

 

Principais causas 

 

O descolamento de retina pode ocorrer de diferentes maneiras. Entre as causas mais comuns estão:

 

  • Trauma ocular devido à prática de atividades físicas;
  • Diabetes elevada;
  • Doença inflamatória pré-existente;
  • Miopia elevada.
  • Quando o indivíduo possui um grau de miopia muito elevado, a retina acaba ficando muito mais fina do que o normal, tornando-se propício o surgimento de possíveis rupturas. 

 

Principais sintomas

 

A maioria das pessoas com descolamento de retina não relata episódios de dor. Os sintomas mais comuns para essa alteração ocular são:

 

  • Sombra no centro ou nas laterais da visão, dependendo da região da retina afetada;
  • Visão turva ou embaçada;
  • Fotopsias, também conhecidos como flashes luminosos;
  • Moscas volantes, ou seja, pontos escuros ou transparentes que aparecem e ficam se movimentando em frente aos olhos;
  • Perda total da visão.

 

Diagnóstico e tratamento

 

O descolamento de retina é uma doença grave e precisa ser diagnosticada rapidamente. Um dos sintomas, inclusive, é a perda da visão que pode não ser recuperada em sua totalidade caso o descolamento não seja tratado urgentemente. 

 

O diagnóstico do descolamento de retina é feito por meio de uma oftalmoscopia indireta e de um ultrassom ocular, ambos realizados por um profissional especializado e com a pupila dilatada.

 

Já o tratamento irá depender do tipo de descolamento de retina, da gravidade do caso e da extensão. Na grande maioria dos casos, o indicado é o tratamento cirúrgico que irá fixá-la no globo ocular e, caso necessário, reparar algum rasgo existente.

 

Em casos menos graves, os médicos podem optar pela fotocoagulação com laser e criopexia. Esse tratamento tem o objetivo de cicatrizar o dano impedindo a passagem do vítreo (fluido que preenche o globo ocular). 

 

Agende uma consulta

 

Consultar o oftalmologista regularmente é essencial para manter a saúde dos olhos e diagnosticar precocemente o descolamento de retina. Agende agora mesmo uma consulta com um dos profissionais do Instituto de Oftalmologia Castilho e dê aos seus olhos o cuidado que eles merecem. Estamos aguardando o seu contato!